Segunda-feira, 31 de Dezembro de 2007

Coelho de Sousa: Natal - Sonetos de Expectativa e Consolo (VII)



(VII)




Se pesa a vida inteira nesse não
Que a mente não perdeu e não retiro,  
Milhões de anos pesam num suspiro
Que trago recalcado em aflição.


E vejo a espada ígnea em tua mão,
Sou trânsfuga perdido e só deliro
Qual pródigo esquecido em seu retiro
Que chora o próprio sangue e o coração. 

Assim não é viver. E sem alarde
Eu voltarei de novo. Não é tarde
Para escutar da tua boca: assim

Há tanto que te espero. Vem a mim.
Já vou. É um consolo a expectativa.
Terei certeza - amor. E vida viva.



publicado por DSousa às 00:31
linque da entrada | comentar | favorito
|
Sábado, 29 de Dezembro de 2007

Coelho de Sousa: Natal - Sonetos de Expectativa e Consolo (V)





(V)




E ser a vida um tormento,
O coração desfeito e só ruína,
Em turbilhão confuso o pensamento,
E os nervos a desgraça que amofina.

Meu passo que a amar experimento
Por bem da alma dada e peregrina...
Faça a ascensão de eleito este advento
E fique a alma em graça, áurea , divina.

E rei de estrelas alvas, noite fria;
Pastor do meu rebanho em serrania;
Presentes que tu guardas junto ao peito.


Eu dou e te trarei por meu amor.
Se tu não esqueceste a minha dor
Jamais olvidarei quanto me hás feito.




Tags: , ,
publicado por DSousa às 00:09
linque da entrada | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2007

Coelho de Sousa: Natal - Sonetos de Expectativa e Consolo (IV)





(IV)






Fiquei à tua espera a noite e o dia
Na ânsia de encontrar a felicidade.
Pensei até, meu Deus, o que não cria:
Que não voltasses mais. Isto é verdade.

Mas tu reconheceste a ousadia.
E o mais que a letra olvida ou persuade.
E tu voltaste. O olhar assim dizia:
Amor compadecido e saudade.

Tu viste o pranto amargo a deslizar
Na face do tormento e sem ter culpa.
E foi o mais pedir: perdão... desculpa.

Que culpa tenho eu de tanto amar
E ser o quanto sou, mal por meu fado:
Um coração ardente a todos dado?




publicado por DSousa às 00:45
linque da entrada | comentar | favorito
|
Terça-feira, 25 de Dezembro de 2007

Coelho de Sousa: Natal - Sonetos de Expectativa e Consolo (VI)




(VI)







Natal mais uma vez! É renascer.
Infante suavíssimo, com Ele
Gerada a nuvem, fonte que me impele
Ficar presepe e luz o novo ser.

Saber que está presente até morrer,
Gozar da companhia que me vele,
E um no outro vida, e sempre n'Ele
Eternamente a glória em tal viver .

Natal mais uma vez, deixá-lo vivo.
Estrela que me guias a luzir,
Ao meu deserto vem, estou aqui.

E dá-me que o encontre já presente
E faze que eu o beije piamente
A vida é d'Ele, e nossa... É para ti.


publicado por DSousa às 00:43
linque da entrada | comentar | favorito
|
Domingo, 23 de Dezembro de 2007

Coelho de Sousa: Natal - Sonetos de Expectativa e Consolo (III)






(III)







E toda a noite e o dia como agora
a tua rota e pesca é de milhar.
Podes lançar a rede pela aurora
Ou antes pelo marco do luar...


À esquerda, mais à dextra, borda fora,
A barca é toda tua em verde-mar
A estrela que te guia é sedutora
E podes bem segui-la sem errar ...

Este domínio é puro e grandioso!
Que demandá-lo nunca alguém o ouse
Nem tempo nem intriga hão-de quebrá-lo.


Agora espero só o suavíssimo.
E quero bendizê-lo por isso
À hora que ele vem - missa do galo.


publicado por DSousa às 00:27
linque da entrada | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007

Coelho de Sousa: Natal- Sonetos de Expectativa e Consolo (II)



(II)




Mas tu não podes ir sem me levar
Embora ressentido o teu amor...
Se tudo já se deu, renunciar
Não é sem muita lágrima de dor.


Negada está moeda em desfavor...
Nem prodigalidade há para dar...
Descansa que és só tu o meu senhor
E podes vir de novo, Oh! verde-mar...


Embarca e faz cruzeiro pólo a pólo ...
A vaga é toda tua e teu consolo
Ninguém irá contigo que te deixe...

És nauta-herói, ao leme o governante,
O príncipe encantado, o loiro infante...
E vais na água posto como o Peixe.





publicado por DSousa às 00:13
linque da entrada | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2007

Coelho de Sousa: Natal- Sonetos de Expectativa e Consolo (I)




A vida é para ti
volta de novo
e sozinha
pelo caminho dos sonetos
nascidos sete dias antes e depois do Natal,
com laivos de dor e de alegrias de encontro
sob o título de
Expectativa e Consolo.




Estava em  mim presente como nunca
a jura que te fiz e não desminto.
Embora a morte venha em garra adunca
É tua esta minha alma e bem a sinto...

E diga o que disser o vil ciúme,
Despreze e renuncie e até afronte
A rosa tem espinho e tem perfume
como  tudo o que é beleza que se conte...

Que a menos fala dita é sobreaviso.
Diz mais até silêncio que é conciso
Enquanto os olhos tanto vão mirando


trejeito que se tenha não preciso,
disfarce delambido num sorriso,
Distanciando até Deus sabe quando...










Tags: , ,
publicado por DSousa às 00:08
linque da entrada | comentar | favorito
|

.

.

.Pesquisar neste blogue

 

.Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Últimas Entradas

. Seis horas antes

. SOBRE A BREVIDADE DA VID...

. Horas antes

. Da cor do gira-sol

. ...

. Logo

. Como a luz...

. Alamo Oliveira: Coelho de...

. O testemunho de Álamo Oli...

. Sacerdote

.Arquivos

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Junho 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

.Tags

. todas as tags

.99counter

<
Add to Technorati Favorites
blogs SAPO

.subscrever feeds