Quarta-feira, 29 de Julho de 2009

Coelho de Sousa: À Ponta Negra

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 






 

 

 

 

À Ponta Negra

 

 

 

 

 

Dou à vida voltas mil
Num rosário sem ter fim...

Glória a Deus! No mês de Abril
Descansei - Porto Martim

 

 

E nesta pausa eu medito

ser sabido e ser estranho!

Com assombro anoto e grito
Que já não sei donde venho

 

Mar amplexo à pedra viva,
Sol e sol que se procura...

E repouso dê e vá

Ao retorno de alma pura

 

Ser gaivota aureolada
Que a espuma clara beijasse,

Ter asas cheia de nada
E de tudo plena a face.

 

 

Ser das ondas o monge
Na cerca da maré-cheia
Com o meu convento ao longe

Onde a vida é uma teia!

 

Atirar aos céus o mote
Do meu sonho reticente
E ser mais que D. Quixote

Neste crer de frente a frente.

 

É rezado o livro de horas
Encerrou-se a última página

Sem miragens tentadoras

de que a alma se fascina.

 

 

Não pisar o risco e a regra
Quem ao amor se acostuma!

Como é posta a Ponta Negre

E do mar a branca espuma...

 

E se o mar não me quiser
E a pedra me rejeitar

S. José há-de valer

Pela pedra e mais o mar

 

 

 

publicado por DSousa às 00:47
linque da entrada | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 27 de Julho de 2009

Coelho de Sousa: Hino, É Primavera

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 

 


 

 Hino

É Primavera

 

 

 

 

Regressei,

Pois volto sempre

A este encontro ajustado...

É de lei

É certeza

Neste vaivem do meu fado!




Regressei,

Como podia estar longe

Sabendo

Que estavas à minha espera?


Regressei
e hoje

Que voltei

exulto num hino estupendo:
É Primavera





 

 

 

Tags:
publicado por DSousa às 00:17
linque da entrada | comentar | favorito
|
Sábado, 25 de Julho de 2009

Coelho de Sousa: Relicário

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 






 

 Relicário

 

 

 

 

Somente assim como és

prudente

e calado,

Sincero

Um grande mar sem marés,

transparente,

onde sigo embarcado

Eu te quero...

 

 

E porque havia de fingir?

Porquê diria o contrário?

Se aberto é o que se esconde?

Porquê?

Sem ti não sei como ir

Se tu és o relicário

Onde guardo a minha fé?

 

 

Sábado, 18-IV-964 S. Mateus

 

publicado por DSousa às 00:33
linque da entrada | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 23 de Julho de 2009

Coelho de Sousa: Ao vento

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 






Ao Vento

 

 

Ventania agreste

Eu sei que vens de Deus mandada lá do alto

Mas desceste

Uivando como um cão raivoso à minha porta…

 

Gritaste em desespero

Como fora alma penada

Que o vaguear constante não suporta

 

Passaste no jardim como um incêndio frio

 

Tu vens de Deus mandada

Mas quando passas

Não deixas ficar nada…

 

Nem ao menos o silêncio

Com que gostava de te ver passar

 

Ventania agreste,

voltando à minha porta, poderás cantar

mas não uivar que metes medo

E se és alma penada,

Vai-te esconder depressa num rochedo

Muito distante, além do mar

 

Assim não voltes mais

Que levas tudo…até meus ais!

 

 

S. Rafael, 2-11-954

 

Tags:
publicado por DSousa às 00:17
linque da entrada | comentar | favorito
|
Terça-feira, 21 de Julho de 2009

Coelho de Sousa: Espera

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 






 

Espera

 

 

Na berma do caminho, sempre à espera

Um passarinho estava noite e dia

Cantava em sol maior de Primavera

A partitura inteira da alegria.

 

Esperando que eu passasse, conhecia

O rumo que levava e quem era

Adivinhava os passos que trazia

O que sonhara em vão e não fizera…

 

 

Agora que morreu o passarinho

A primavera passa mui calada

Sem partitura alegre no caminho

 

Que fique este soneto a relembrar

O canto de uma voz que volveu em nada

Mas que passou a vida à espera

 

17-VII-954

 

Tags:
publicado por DSousa às 00:15
linque da entrada | comentar | favorito
|
Domingo, 19 de Julho de 2009

Coelho de Sousa: Procissão

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 






Procissão

 

 

No seu andor de setim

Vai a Virgem sorridente

Vai olhando toda a gente

E também olha para mim.

 

 

Tem nos braços o menino
Todo feito num sorriso

Duplo sorriso…Divino

Mãe e Filho…Paraíso.

 

 

E ao passar a procissão

Fiz um pedido arrojado:

Basta de caminho andado

Ficai no meu coração.

 

 

 

S. Rafael-16-VII-954

 

publicado por DSousa às 00:13
linque da entrada | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Julho de 2009

Coelho de Sousa : Espelho

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 






 

Espelho

 

 

É paraíso esta lagoa

Onde o sol se espelha num sorriso…

Assim,

Não sei onde é maior a altura deste céu

Que eu vejo muito distante além dos montes

Ou muito perto, no cristal

que o barco vai rasgando em mil estilhas

 

Só porque ao céu nos leva a esperança

Eis o colar de verdes que a cingiu

Em tarde monacal…silenciosa!

 

Como é bom pisar este caminho verde

Nas asas de dois remos

Que vão partindo as nuvens do espelho

em pedrinhas de água.

 

 

 

Furnas, 1954

 

Tags:
publicado por DSousa às 00:07
linque da entrada | comentar | favorito
|

.

.

.Pesquisar neste blogue

 

.Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Últimas Entradas

. Seis horas antes

. SOBRE A BREVIDADE DA VID...

. Horas antes

. Da cor do gira-sol

. ...

. Logo

. Como a luz...

. Alamo Oliveira: Coelho de...

. O testemunho de Álamo Oli...

. Sacerdote

.Arquivos

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Junho 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

.Tags

. todas as tags

.99counter

<
Add to Technorati Favorites
blogs SAPO

.subscrever feeds