Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

Coelho de Sousa: Dois Poemas num Adeus (X)

DSousa, 18.03.07



Dois Poemas num adeus



Adeus








Adeus Mãe! E adeus Pai!

Ai!

A sedução do dinheiro.
O menino é marinheiro
Foi-se embora... Embarcou...
Num adeus os pais deixou!




Vem um dia lá da América
Carta cheia de saudades:





Da pena lancei a mão
p'ra vos saber da saúde,
Mais cedo ainda não pude,
Não deixou meu coração.




A saudade, amargo fel,
tortura-me com prazer.
E o pranto alaga o papel,
Quando vos vou escrever...



Mesmo esta que aí vai
Quanto pranto ela recolhe!...
É como chuva que cai,
não passando que não molhe...



Uma só palavra diz
toda a minha saudade...
Adeus! Mil vezes adeus!
É esta a pura verdade!




Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.