Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

Coelho de Sousa: Dá-me de beber (V)

DSousa, 26.06.07
        

Dá-me de beber


        (V)





- E como pode ser?

Se aqui
É este só o poço que Jacó fundou...

- Mulher, a água que eu prometo e dou,
Não se tira em balde e nem se enche em cântaro...

Se tu soubesses,
Ao céu farias preces
por só beberes dessa água viva.

A água deste poço não mata a  sede toda...
A que eu darei, porém, há-de matar
a sede eterna...




Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.