Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

Coelho de Sousa: Oito Palavras de Guerra (II)

DSousa, 14.08.07



(II)




Vai sobre a montanha eleita
Carne em dor, alma desfeita,
Ao umbral da vil desgraça.
E então escuta e espera
palavras de primavera,
na revolução da graça


Ouvinte açoriano, porque esperas,
tal como fazem as eras?
Inda te prendes a ti?
Porque te ficas aí,
onde estás
e não vais buscar a paz
que te falta no teu ser?




Nota: Como se pode constatar pela cópia do manuscrito, o texto intercalava as 8 bem aventuranças do  "Mendigo de Deus", de Moreira das Neves, pag.92, que não consegui  encontrar para transcrever.





Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.