1 comentário:
De Café com Natas a 12 de Abril de 2008 às 12:55
Que lindo poema este!
Pedras no caminho... quem as não tem.
Mas nem toda a gente consegue atirá-las desta forma.
Parabens!

comentar entrada