Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

Coelho de Sousa: Do Mar e da Saudade (V)

DSousa, 04.02.08




DO MAR E DA SAUDADE (V)





Tu já não és o primeiro
A jogar dessa maneira.
Pedra que vem logo volta,
Aumenta sempre a pedreira...


É melhor deixar ficar
a pedrada em nossa alma.
Pedra que vem  e que fica
É alicerce da calma.


Este princípio operou
Em meu seio maravilhas.
São pedradas que ficaram,
Os continentes e ilhas.


Calou-se o mar e ficou
tanta pedrada retida
Junto a mim de dia a dia
que de pedras fez-se a vida.