Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

Coelho de Sousa: À minha mãe

DSousa, 27.04.08





À minha mãe já velhinha,
mesmo assim de xaile e lenço,
Muito simples, sem vaidade.
Eu tenho-lhe amor imenso...

Olha p'ra mim tão contente
Num olhar embevecido...
Que tudo o mais neste mundo
Parece ter esquecido.


Passa a noite e vem o dia
Com o sol mais os seus brilhos,
Em todo o correr do tempo
Ela só pensa nos filhos...

Mas de todos creio eu,
Sem vaidade nem ofensa,
Para os outros meus irmãos
É em mim que ela mais pensa

E a razão é muito simples.
Funda-se no rico dote
Que lhe fez o Senhor Deus:
Dar-lhe um filho Sacerdote.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.