Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

Coelho de Sousa: Redondilha

DSousa, 29.04.08







Ninguém sabe quanto vale
O verso da redondilha.
Vale tanto como o sol
Que no céu de dia brilha.

Eu adoro a redondilha
A quadra branda e suave.
É o discurso dos anjos
E doce trinado de ave...

Ia quase a perguntar
Quem sabe se foi num verso
De quadra bela e sonora
Que Deus fez o Universo?!

Redondilha! Redondilha!
Voz do povo e voz de Deus
Tens de subir desta terra

E viver sempre nos céus


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.