Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

Coelho de Sousa: Devaneio (II)

DSousa, 15.06.08

 

Atenção: Mais duas novas páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 

 


 

 

 

 

 

 

No claustro da saudade,quantos monges
tão rezado horas a sonhar?

(Eu sonho horas a chorar!
Que pranto  é doce e alaga o coração...
E eu creio que os meus olhos não sabem  rezar
senão outra oração...)

 

Sonha minh'alma
Sonha... Sonha...

 

O luar tudo branqueia em mar de luz:
As balaustradas carcomidas,

Esgares de caretas variadas,
Anjinhos que suportam as arcadas.
As ervas lá no fundo escondidas.
Assim como os tijolos já gastinhos
dos passos miudinhos
Dos monges e fradinhos
Que a sós viveram
E sós morreram
No claustro da Saudade...

 

 

 


Atenção: mais duas novas páginas de poesia no

padrecoelho.googlepages.com/