Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

Coelho de Sousa : Morte

DSousa, 04.10.08

 

 

 


Atenção: Mais duas novas páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/
 

 


 

 


 


 

 

 

Morte

 

 

 

 

Não sei porque esses braços tu estendes
Horrível flor do mal!

Não sei.

 

 

 

É lei
Em ti, paradoxal,

Esse perfume que de ti despendes?

 

 

Provocas dentro de mim anestesia...
(Teus braços são de éter?
Veneno?)

Pequeno

Tal como é o meu ser
O teu abraço traz doce agonia...

 

 

E sem querer... querendo tu me levas
Ao teu perfume preso

 

 

É morto.

 

 

S. Rafael 11- XII-955

 


Atenção: Mais duas novas páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 



 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.