Domingo, 16 de Julho de 2006

Coelho de Sousa: Volta à ilha (II)

vi2camisolaombro11.jpg 

Uma camisola ao ombro
E barreta de pastor
Os pulmões cheinhos de ar
Coração cheio de amor!


Vou por essa ilha fora
Dar a volta à minha terra
Venham ver quanta beleza
Ela em toda a parte encerra...


Oh! Terceira dos Amores
Minha Terceira querida
Andando à volta de ti
Anda-se à roda da vida...



Meu lindo São Sebastião
Fonte da Virgem da Graça
Arrabalde, Frei João;
Água fresquinha a quem passa!

publicado por DSousa às 12:10
linque da entrada | comentar | favorito
Quinta-feira, 6 de Julho de 2006

Coelho de Sousa: Volta à Ilha (1)

palmoapalmo11.jpg

Palmo a palmo, passo a passo
Desde o vale até à serra,
Vou por essa ilha fora
dar a volta à minha terra.


A cada curva um mistério
Em cada esquina uma luz!
Adeus Maria! oh! Manel,
Esta é a ilha de Jesus!


Vem comigo gente toda
Dar a volta à nossa Ilha!
Olha o mar!Com peixe e vinho,
Num jantar de maravilha!


O tremocinho curtido
E favinhas bem torradas,
Milho aberto com açucar
Algibeiras atacadas...


 

publicado por DSousa às 19:02
linque da entrada | comentar | favorito

CS: A Vida é para Ti...

vidatitulo1 3.jpg vidatitulo2 41.jpg


Estas são reproduções do genérico dos dois textos, que vamos começar por transcrever no blogue, e que eram lidos pelo "locutor" do RCA que acompanhava CS no programa.
Embora se trate de dois programas muito distanciados no tempo, em relação às datas em que terão sido utilizados no RCA (um deles anuncia mesmo o termo do programa), não foram escolhidos por acaso.
É que têm um tema semelhante.
O primeiro deles é uma "Volta à Ilha" com referências às freguesias da Terceira e a outros locais da ilha com significado geográfico ou histórico.
O segundo tem por tema a cidade de Angra.
Com todas as diferenças que serão evidentes a quem os ler, é fácil reconhecer a estes versos ressonâncias das "Cantigas à Ilha Terceira, à cidade, à Praia e aos montes" da "Festa Redonda" de Vitorino Nemésio.
Facto que, nem é de estranhar, se nos lembrar-nos que a 1ª edição da "Festa Redonda," na Bertrand, é de 1950, e estes versos de CS são de 1954/1955. 

publicado por DSousa às 14:05
linque da entrada | comentar | favorito

Coelho de Sousa: A Vida é para ti

vida2 capa22.jpg


Estas são as capas das duas sebentas usadas no Seminário Episcopal de Angra, e que contêm os textos das palestras que Coelho de Sousa leu aos microfones do Rádio Clube da Angra, nos anos 50, sob o título genérico "A Vida é para ti"...
Algumas delas estão datadas e, pelo que se pode, com probabilidade, concluir, por estes e outros indícios, elas devem abranger o período compreendido entre 23 de Junho de 1954 (data do texto mais antigo) e Novembro de 1955 (mês daquele ano que um dos textos ainda refere explicitamente).
Como já foi dito em entrada anterior,  e é facto que as pessoas, que conhecem algo da vida de Coelho de Sousa bem sabem, a sua actividade como colaborador do RCA era uma das tarefas que mais prezava e que manteve durante muitos anos, com as designações mais variadas.
Conversas ao Microfone, Hoje também é dia, Convite, Histórias da Sexta-Feira, Panorama, Palestras de Domingo, Bom dia, e muitos outros.
Em relação a este programa "A Vida é para ti", há, pelo menos, duas singularidades a assinalar.
A primeira é que se trata de um programa redigido em verso.
A segunda é que ele foi interrompido em 1955 e volta a ser retomado em moldes semelhantes em 1961.
Por agora, as entradas no blogue vão-se ficar pelos programas da década de 50.

publicado por DSousa às 12:07
linque da entrada | comentar | favorito
Domingo, 2 de Julho de 2006

De Tronco Retorcido... (poema inédito de CS)

ined de tronco11.jpg

Screenshot - 02-07-2006 , 13_55_42.png
De tronco retorcido
e nu.
De cabeleira ao vento,
esverdecido.
É como tu,
aquele salgueiro tenso,
à beira-mar sonhado.


Abriga da ressaca o pranto.
À vinha que lhe cresce ao lado
e ao pássaro que lhe guarda o canto
dá ninho saboroso e agasalhante,
com beijos de luar e maresia.


Assim, amor, vê lá
se há neste mundo
cabeleira igual.

Não há.

publicado por DSousa às 13:13
linque da entrada | comentar | favorito
Sábado, 1 de Julho de 2006

Coelho de Sousa: Mais uma opinião

Digitalizar0001.jpg

Sou assíduo frequentador do Alamoes
e não me canso de passar o seu endereço aos amigos e antigos alunos de CS.

Não sendo crítico nem literato, apercebo-me de que os seus poemas revelam uma grande qualidade poética.

Este é um Coelho de Sousa aberto e sensivel ao amor humano, com vivências e sentimentos que os clérigos habitualmente escondem e, normalmente, diabolizam.

Louvo o trabalho do DS e espero que os responsáveis pela cultura entendam o valor deste trabalho de divulgação, publicando em livro a obra poética inédita deste escritor tão bom como os melhores da literatura açoriana.
publicado por DSousa às 11:41
linque da entrada | comentar | favorito

Coelho de Sousa: Um testemunho





O texto que se segue já apareceu neste blogue, em 9 de Abril passado, como comentário a um dos textos de Coelho de Sousa.
Mas, pelo seu significado, como testemunho de um antigo aluno de CS, julguei de interesse voltar a publicá-lo.
Agora, com o destaque de uma entrada do blogue: 





 


Digitalizar.jpg

Só hoje tive acesso a este blog.
Fui aluno de português do Pe Coelho de Sousa, no Seminário de Angra, no início dos anos 60, e dele recordo o rosto alegre e o riso aberto e franco e o semblante carregado e distante dos dias cinzentos de Angra, quando o Monte Brasil se encontrava fechado em neblina.
Nesses dias, o Pe Coelho entrava na portaria do Seminário, envolvido pela sua capa negra e escondido no seu chapéu.
O Padre Coelho de Sousa foi artista plástico, artista da palavra escrita e falada, um comunicador dos palcos e dos púlpitos, um homem de cultura.
Esses dons, porém, não o tornaram nem distante das pessoas do povo, nem lhe deram uma mentalidade elitista.
CS era um sacerdote que conhecia a alma, a fala e a cultura do povo e, quando em pregações pelas Ilhas do Grupo Central, inteirava-se da sua forma de vida.


Não tenho dúvida em dizer que CS foi um dos mais apreciados e conhecidos oradores sacros da última metade do século passado pois reunia na arte da oratória a capacidade de bem dizer, de expôr a doutrina e de convencer o auditório.
Era o orador mais pretendido do seu tempo para as festas maiores.
E, se poucas vezes subiu o púlpito da Sé, foi por não pertencer ao Cabido, o que não o molestava.
Foi um respeitador obediente da autoridade diocesana e a sua permanência durante décadas como pároco da sua Vila, prova o seu espírito de servir numa paróquia do campo.
Já comecei a ler alguns dos seus poemas e notas diárias publicadas na União.
Então, não as lia com atenção.
Reconheço agora que eles revelam o conhecimento profundo do homem, uma notável grandeza de sentimentos e um apreciável conhecimento e domínio da lingua portuguesa nas suas mais diversas vertentes artísticas.
CS merecia que os estudiosos da cultura açoriana, e a própria Igreja, compilasse e investigasse a sua obra.
Este blog, um "media" das novas tecnologias, constitui um dos processos eficazes de o fazer.
Dele vou dar conhecimento aos meus colegas e seus antigos alunos, para que conheçam melhor o Mestre.
Obrigado, Dionísio e continua porque a obra do Pe Coelho de Sousa vale a pena.

publicado por DSousa às 11:15
linque da entrada | comentar | favorito

.

.

.Pesquisar neste blogue

 

.Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Últimas Entradas

. Seis horas antes

. SOBRE A BREVIDADE DA VID...

. Horas antes

. Da cor do gira-sol

. ...

. Logo

. Como a luz...

. Alamo Oliveira: Coelho de...

. O testemunho de Álamo Oli...

. Sacerdote

.Arquivos

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Junho 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

.Tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds