Sexta-feira, 16 de Março de 2007

Coelho de Sousa: Dois Poemas num Adeus (IX)

Dois Poemas num Adeus




Adeus









Quando a filha chega a casa
E a mãe vai por beijá-la...
Diz a filha, a cara em brasa,
mastigando cada fala:








Minha mãe, é hoje o dia
Do Manuel me vir pedir...





E a mãe chora a repetir,
Dizes-me adeus, oh! Maria...
Foi assim o que eu já fiz...
Pois adeus... e sê feliz...



E o adeus do casamento,
Não tardou... Foi um momento!


Adeus!  Adeus!

Tags:
publicado por DSousa às 00:00
linque da entrada | comentar | favorito
Quarta-feira, 14 de Março de 2007

Coelho de Sousa: Dois Poemas num Adeus (VIII)

Dois Poemas num Adeus



Adeus










Ficou-se em casa linda filha...
Dobam linhas os seus dedos...
Que renda! Que maravilha!
Mas traz na alma segredos...




É um domingo de festa...
E a Maria tão modesta
Tem um vestido riscado
De tafetá em xadrez...



À esquina o namorado,
Nervoso - (A primeira vez!..)
- Adeus! Maria! E então?
Sempre é meu teu coração?
-É claro! Vamos embora!



Um outro adeus, nasce agora,
a caminho da Igreja...





Tags:
publicado por DSousa às 00:00
linque da entrada | comentar | favorito
Segunda-feira, 12 de Março de 2007

Coelho de Sousa: Dois Poemas num Adeus (VII)

Dois Poemas num Adeus



Adeus







Adeus!

Junto ao berço pequenino,
Diz  a mãe ao seu menino
Que a sonhar fica a dormitar!


Adeus!
E na hora de partir
A tira-colo a sacola
Vai o menino p'ra  escola!



Adeus!
É grande, é forte é belo
Entre lágrimas, saudades
Vai o menino ao Castelo...


Adeus!  Adeus!
Tags:
publicado por DSousa às 00:00
linque da entrada | comentar | favorito
Sábado, 10 de Março de 2007

Coelho de Sousa: Dois Poemas num Adeus (VI)


Dois Poemas num Adeus


Adeus



Adeus!

Esta palavra quem a não terá dito?

Adeus! repito:

Adeus

 

É um mar de saudade
inundando terra e ceus...


Rios de pranto... e ternura
O coração a estalar...

 


Adeus! Esta palavra é mar...
cheio de sal  e amargura...


 


 


Tags:
publicado por DSousa às 00:00
linque da entrada | comentar | favorito
Quinta-feira, 8 de Março de 2007

Coelho de Sousa: Dois Poemas num Adeus (V)



Dois Poemas num Adeus


 

Adeus



Levai, oh! anjos de Deus,
Levai essa dor aos céus.

 




Com a alma do inocente
Aos pés do juiz clemente
Aí fique a santa dor
Rogando à eterna bondade
que estenda a imensa piedade
A quantos pecam de amor.

 

 


Tags:
publicado por DSousa às 00:00
linque da entrada | comentar | favorito
Terça-feira, 6 de Março de 2007

Coelho de Sousa: Dois Poemas num Adeus (IV)

Dois Poemas num Adeus

 

Adeus


Vamos, que a hora é chegada
é tempo de o amortalhar...



E os anjos cantavam
Aleluia
E os anjos clamavam
Hosana

 

 

Ao triste cantar da terra
responde o cantar do céu;
Todos lhe bradam: - Morreu!
E a todos o ouvido cerra.
 

 

 

E os sinos a tocar
E os padres a rezar,
E ela ainda a acalentar
Nos braços o filho morto,

 


Que já não tem mais conforto
mais sossego neste mundo
Que o jazigo húmido e fundo
onde há-de ir a sepultar.

 

Tags:
publicado por DSousa às 00:00
linque da entrada | comentar | favorito
Domingo, 4 de Março de 2007

Coelho de Sousa: Dois Poemas num Adeus (III)



Dois Poemas num adeus



Adeus







Como nos gelos do norte
O sono traidor da morte
Engana o desfalecido
que imagina adormecer,
Assim, cansado, esvaído
de tão longo padecer,
Já não há no coração
da mãe, força de sentir;
Não tem já lume a razão
Senão só para a iludir.







Acorda, oh! mãe desgraçada,
Que é tempo de despertar!
Anda ver a essa arrumada,
As luzes que ardem no altar.
Ouves? É a mansa toada
Dos padres a  salmear!...




Tags:
publicado por DSousa às 00:00
linque da entrada | comentar | favorito

.

.

.Pesquisar neste blogue

 

.Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Últimas Entradas

. Seis horas antes

. SOBRE A BREVIDADE DA VID...

. Horas antes

. Da cor do gira-sol

. ...

. Logo

. Como a luz...

. Alamo Oliveira: Coelho de...

. O testemunho de Álamo Oli...

. Sacerdote

.Arquivos

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Junho 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

.Tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds