Domingo, 15 de Abril de 2007

Coelho de Sousa: As nossas mãos... e as d'Ele...(II)

As  nossas mãos


 



Ouve, minha alma...
Tu não dizes nada...
Pois nesta calma
calada
hás-de estar melhor...



É o milagre da mão
Que tenho p'ra te contar
na graça do nosso amor!








Este milagre das mãos...
O que elas são
as nossas mãos!



E depois,
Eu e tu, minh'alma, os dois
outras mãos que foram luz
hemos aqui de lembrar,
As mãos de Jesus!



Tags:
publicado por DSousa às 00:00
linque da entrada | comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Abril de 2007

Coelho de Sousa: As nossas mãos... e as d'Ele...(I)


A nossas   mãos










Minha alma, agora
Que voltamos lá para fora,
Queria tanto estar a sós contigo...

Ninguém nos vê,
Nem ouve,
Em nosso abrigo.







Anseio muito falar-te
contar-te,
Imagina o quê?


Algum milagre que houve?!

Ou ler-te versos que fiz,
meus sonhos de ser feliz,
Ou tristezas de o não ser?






Sim e não...
Vais ver...






Tags:
publicado por DSousa às 00:00
linque da entrada | comentar | favorito
Quarta-feira, 11 de Abril de 2007

Coelho de Sousa: O Mistério desses Olhos (IX e último)




Esse mistério  do olhar








Repara naquele ceguinho
Que vai na rua sozinho...
Podes ser assim um dia.




Tens a vida nos olhos...
E todos tem os seus olhos
no rumo da sua vida!
A vida que é para ti!




O nosso olhar
 e o seu mistério profundo
Quem o pode adivinhar!




Ouvinte,

Tem cuidado ao teu olhar!




Tags:
publicado por DSousa às 00:00
linque da entrada | comentar | favorito
Segunda-feira, 9 de Abril de 2007

Coelho de Sousa: O Mistério desses Olhos (VIII)


Esse mistério do olhar









Ouvinte


Eis o milagre de ver
O que nunca fora visto.
Nossos olhos no olhar,
No olhar do mesmo Cristo


Ouvinte


Volta à tua casa,
e para junto dos teus...


Este milagre dos olhos
Faz pensar em nossos olhos.



Olhos com vida e sem vida...
Não têm língua mas falam
Não têm lábios mas beijam
Não têm braços e abraçam.





Olhos que aprovam e louvam
Olhos sorrindo ou chorando!


Por eles o mundo é nosso...
O mar cabe numa concha
E o céu dentro de nós...



Ninguém pode calcular
quanto vale o nosso olhar.





Tags:
publicado por DSousa às 00:00
linque da entrada | comentar | favorito
Sábado, 7 de Abril de 2007

Coelho de Sousa: O Mistério desses Olhos (VII)




Esse mistério do olhar









Escuta ...  (música)    Mas, o que é isto!
Escuta...       (voz)        Tu és o Cristo.





Nós também te queremos ver...
Nós somos cegos... E é só crer...
Será nosso o teu olhar,
Vem nossos olhos curar!









Espera, sim ouvinte espera...
Queres ver a primavera
 Abrir-se de par em par
No milagre dum olhar?



Espera... a fé somente
É quanto importa à gente
Para ver a Deus que passa..
Eis o milagre da graça.

Que os olhos já têm vida!
Olha o sol já na  subida!




Olha o dia já chegado!
Já vejo o pão sobre a mesa,
E o vinho derramado
Para a divina surpresa!





Tags:
publicado por DSousa às 00:00
linque da entrada | comentar | favorito
Quinta-feira, 5 de Abril de 2007

Coelho de Sousa: O Mistério desses Olhos (VI)

 
 
Esse Mistério do Olhar









Chega-te aqui, vem depressa
Antes que outrem te impeça
à praia vê-lo chegar...

Tem cuidado ao teu olhar...




Não o prendas a mais nada...
É Ele! É Ele que passa.
Repara, ouvinte, na graça
Com que olha a multidão


Que o espera extasiada...
Que põe no olhar a sua alma
-Como fora broa em mão
Como fora em mão a palma!


Dizem que vem de curar
a menina que era morta
ele abriu de novo a porta
à vida num só olhar...




Tags:
publicado por DSousa às 01:56
linque da entrada | comentar | favorito
Terça-feira, 3 de Abril de 2007

Coelho de Sousa: O Mistério desses Olhos (V)



Esse mistério dos olhos







Vem ver da luz esplendente
O raiar doutras auroras...
Vem comigo ao Oriente.



Não custa nada sonhar.
Faz de sonho o teu olhar,
No mistério dos teus olhos.



E vem comigo.
Eu também,
Por sobre abismos e escolhos
Não irei só... vou contigo...







Sabes que mar é aquele?
De Tiberíades, é o lago...
E não vês, além, é Ele
Que traz no olhar o afago
Do  perdão e do amor!

É Cristo Nosso Senhor.



Tags:
publicado por DSousa às 00:00
linque da entrada | comentar | favorito

.

.

.Pesquisar neste blogue

 

.Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Últimas Entradas

. Seis horas antes

. SOBRE A BREVIDADE DA VID...

. Horas antes

. Da cor do gira-sol

. ...

. Logo

. Como a luz...

. Alamo Oliveira: Coelho de...

. O testemunho de Álamo Oli...

. Sacerdote

.Arquivos

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Junho 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

.Tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds