Domingo, 16 de Março de 2008

Coelho de Sousa: Romance das mães que choram (XI)






Romance das mães que choram (XI)









E ficou a mãe chorando
Junto à porta sem alento.

Metade do coração
Ia com ele p'ra guerra...

Perdida a mão pelo ar
Um adeus guiou-lhe a voz
e caiu desfalecida...


Já passaram muitos meses
Mas o pranto não passou.
Vieram cartas e cartas...

Minha mãe não desanime.
Hei-de voltar muito em breve.





publicado por DSousa às 00:40
linque da entrada | comentar | favorito
Sexta-feira, 14 de Março de 2008

Coelho de Sousa: Romance das mães que choram (X)

















Vai, meu filho, eu te ofereço.
Mas irás para a vitória
Ungido no meu chorar.
Que Deus te leve por bem
E te traga brevemente...
Não te esqueças de rezar
E também de me escrever


Minha mão até à volta.
Hei-de escrever e rezar.
Hei-de lutar e vencer.
Terás orgulho de mim

O teu menino maior





publicado por DSousa às 00:13
linque da entrada | comentar | favorito
Quarta-feira, 12 de Março de 2008

Coelho de Sousa: Romance das mães que choram (IX)




















E logo um coro de vozes,
Tão quente como o braseiro
Responderam, fieis, nobres
Tal como os grandes de antanho

Presentes! A Pátria chama!
Vamos ! Nós somos heróis
do mar! Avante ! Marchar!

E cornetas e tambores
Mobilizaram as almas..
E veio o barco e partiram
E o menino também foi.

Ficou a noiva e o... sonho

E ficou chorando mãe ,,,
publicado por DSousa às 00:04
linque da entrada | comentar | favorito
Segunda-feira, 10 de Março de 2008

Coelho de Sousa: Romance das mães que choram (VIII)


















E quando, tempo cumprido,
Com licenças de ir a casa
E namoro já firmado
(Que ao amor ninguém resiste).

Quando a mãe já não chorava
Contente do seu regresso,
Veio uma ordem de fora:
Atacaram nossa terra
É preciso defendê-la.


Soldados dizei ao mundo
Que sois dignos dos avós
Que fizeram nossa glória.
Vosso destino é de heróis,
Vossa vida é martírio.

Vamos! Avante ! Coragem
A Pátria pede e espera!



publicado por DSousa às 00:50
linque da entrada | comentar | favorito
Sábado, 8 de Março de 2008

Coelho de Sousa: Romance das mães que choram (VII)















Eu espero que  tu voltes
Mas tenho medo da guerra.
E os homens só pensam nela.
E os soldados mais novos
São os primeiros que morrem...


E lá se foi o menino
Marcou e passo e continências
Fez ao senhor oficial.
foi à carreira de tiro
E atirou balas ao alvo...
Meteu guarda aos portões
Fez rondas e diligências.








publicado por DSousa às 00:32
linque da entrada | comentar | favorito
Quinta-feira, 6 de Março de 2008

Coelho de Sousa: Romance das mães que choram (VI)



















Os olhos são menos verdes.
Está cortado o cabelo,
E no corpo vai a farda.
Assentou praça no castelo.


Tu não chores minha mãe
Meus irmãos te alegrarão.
Hei-de voltar qualquer dia.
Já sou grande e já sou forte.
Quero lutar e vencer
Por amor da nossa terra.

Dizes bem meu rico filho
Eu te ofereço generosa
Mas ninguém pode evitar
Que chore a tua partida...

Teus irmãos ficam comigo,
Mas teu lugar é  vazio...
Ficas no meu coração...
 É a saudade que chora.


publicado por DSousa às 00:22
linque da entrada | comentar | favorito
Terça-feira, 4 de Março de 2008

Coelho de Sousa: Romance das mães que choram (V)
















E os anos foram pesando
Na fronte da mãe e filho.
A ela, nevou-a o pranto
E o menino...às sortes ido...

É verdade, o seu menino
Vai para o Castelo apurado
E o pranto redobra agora:
É ribeira caudalosa
A tombar de face a face.

O menino despediu-se...
Leva a saudade retida
No tal sorriso sonhado...

publicado por DSousa às 00:21
linque da entrada | comentar | favorito

.

.

.Pesquisar neste blogue

 

.Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Últimas Entradas

. Seis horas antes

. SOBRE A BREVIDADE DA VID...

. Horas antes

. Da cor do gira-sol

. ...

. Logo

. Como a luz...

. Alamo Oliveira: Coelho de...

. O testemunho de Álamo Oli...

. Sacerdote

.Arquivos

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Junho 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

.Tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds