Terça-feira, 16 de Setembro de 2008

Coelho de Sousa: O que há-de ser

 

 

 


Atenção: Mais duas novas páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/
 

 


 

 


 


 

 

 

Não sei o que virá após o dia
Mas sei que não será tão pouco a noite...
Embora a tarde seja uma agonia
A morte é toda a noite a que me afoito.


Se a minha carne é brasa a que me afoite
A morte há-de ser lume que me alumia
O coração, sacrário onde pernoite
E grande amor em notas de alegria.

 

 

Morrer não é morrrer mas é passar
O verbo do amor p'ra o infinito
Estarmos dentro d'Ele ...e Ele em nós...


Ele!... E só Ele!... E a nosa voz,
A vida, o nosso ser, por este grito:
Amar! Amar! Eternamente amar!

 

 

 

 

26-IX-955

 


Atenção: Mais duas novas páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

Tags:
publicado por DSousa às 00:35
linque da entrada | comentar | favorito
Domingo, 14 de Setembro de 2008

Coelho de Sousa: Quando

 

 

 


Atenção: Mais duas novas páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/
 

 


 

 


 

 

 

 

 

Quando...

 

 

Patriarcal solidão

Dum presbitério sonhado
O lume do coração
Em poesia ateado;

O meu livro paginado
Nas cores da ilusão;
Meu jardim alcandorado
Na palma da minha mão!


Bem-vindo seja quem vem!
Um abraço e mesa posta
Não se negam a ninguém.


E os versos são o manjar
Se o verbo ser é resposta
E a vida é o verbo amar!

 

 

 

Dos Altares a Angra    5-IX-955

 


Atenção: Mais duas novas páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/
 


 

Tags:
publicado por DSousa às 00:46
linque da entrada | comentar | favorito
Sexta-feira, 12 de Setembro de 2008

Coelho de Sousa: Hino

 

 

 


Atenção: Mais duas novas páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/
 

 


 

 


 



 

 

 

Hino do grupo juvenil católico da Sé de Angra



Côro
 

Nós somos a juventude
Que vive um grande ideal
Crescer em Deus pela virtude
Por amor de Portugal!

I

O desporto na alegria
É a nossa aspiração;
Da nossa alma em cada dia
O saber será o nosso pão

ii

Nosso grupo juvenil
Tem da pureza o fulgor
É promessa em céu de anil
Pela fé, esperança e amor.

III
Na Terceira de Jesus
Vamos um facho acender:
Juventude, ardente luz
Na virtude e no saber!

IV

Juventude! !Juventude!
A nossa alma em Deus confiante
Tem por lema : Plenitude
E caminha avante! Avante!

 

10-IX-955

 

 


Atenção: Mais duas novas páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/
 


 

Tags:
publicado por DSousa às 00:13
linque da entrada | comentar | favorito
Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

Coelho de Sousa : Encontro (III)

 

 

 


Atenção: Mais duas novas páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/
 

 


 

 


 


 

 

 

E o pergaminho verde, açoriano

Livro de nove páginas de luz

Ficou a ser o livro de horas
Aonde reza a heroicidade lusa:
Amor de Deus, Terceira de Jesus
Amor de mãe, Maria! As nove unidas!

 

 

 

 

 

"Não há mistério que se não desvende
Para além do mar"...
E quem sonhar
terá nas suas mãos, um dia, a vida
Envolta num olhar
De além dos céus...

 

 

 

 

Verdade! Verdade!
Agora escuta Infante, o eco dos teus sonhos:
No mar azul já não há mistérios,
E o olhar de além dos céus
Pousou na terra tua e nossa.
Fátima! Cova da Iria!
E Açores são Portugal
Terra de Santa Maria!

 

 

 


Atenção: Mais duas novas páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/
 



 

Tags:
publicado por DSousa às 23:53
linque da entrada | comentar | favorito
Segunda-feira, 8 de Setembro de 2008

Coelho de Sousa : Encontro (II)

 

 

 


Atenção: Mais duas novas páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/
 

 


 

 


 

 



Um dia,
quando Agosto era em meio
O sonho da ciência que não quebra
foi verdade clara
Junto às rochas agrestes de Santa Maria!


E logo depois,

nove crianças a cordadadas
Dum sonho que durava há tantos mil;
Nove estrelas caídas num céu marinho,

Esfolhadas rosas num jardim de anil
Coral de graça e oiro no cadinho
Do mais puro dos amores
São por Maria encontradas
As nove ilhas dos Açores.

 


 

 


 

Tags:
publicado por DSousa às 00:36
linque da entrada | comentar | favorito
Sábado, 6 de Setembro de 2008

Coelho de Sousa : Encontro (I)

 

 

 


Atenção: Mais duas novas páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/
 

 


 

 


 

 


 

"Não há mistério que se não desvende
Para além do mar...
E quem sonhar terá nas suas mãos, um dia, a vida,
Envolta num olhar
De além dos céus"!

 

 

 

Assim estou a vê-lo
O Infante
Aventureiro e forte, embarcado em sonhos
Desde Sagres.
Gira a seus pés a Rosa do Vento Audaz
Que há-de enfunar as velas
Das Caravelas

de Portugal!

E as ondas revoltas
já trocadas
De tormenta em doce Esperança,
Que espera no Pôr-do- Sol.

 

 


Atenção: Mais duas novas páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 

 


 

Tags:
publicado por DSousa às 00:00
linque da entrada | comentar | favorito
Quinta-feira, 4 de Setembro de 2008

Coelho de Sousa : Saudades

 

 

 


Atenção: Mais duas novas páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/
 

 


 

 


 

 





 

 

 

 

 

Da tinta dos teus olhos, incolor,
Pintou a saudade um quadro lindo.

A pinceladas mansas de aguarela
Pintou-se na minha alma o teu retrato!

Partiste e nunca mais te vi. Disseste:

"Hei-de escrever". Mentiste. Ainda espero
Na tua carta a tinta dos teus olhos.

Talvez que o sal do mar seja essa tinta
E a sua voz que seja a tua carta!

Saudades sobre as ondas, andam muitas
Talvez que estejam lá também as tuas,
A debater-se em vão de encontro às minhas.
Que as minhas vão num verso muito além
Das águas e do céu...
Vão num poema,
Variação do tema : Saudade!

 

 

Domingo Ressurreição 1954

 


Atenção: Mais duas novas páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 

 


 

Tags:
publicado por DSousa às 00:28
linque da entrada | comentar | favorito

.

.

.Pesquisar neste blogue

 

.Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Últimas Entradas

. Seis horas antes

. SOBRE A BREVIDADE DA VID...

. Horas antes

. Da cor do gira-sol

. ...

. Logo

. Como a luz...

. Alamo Oliveira: Coelho de...

. O testemunho de Álamo Oli...

. Sacerdote

.Arquivos

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Junho 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

.Tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds