Segunda-feira, 15 de Junho de 2009

Libertação

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 




 

 

Rasgas-me o peito e mordes-me a alma

Alucinado verme.

Ditas-me a sorte, cigano das esferas, ao ver-me

Assim da mão perdida a palma.

 

 

E cantas a vitória da batalha exangue

Arremessando aos céus

O sangue

E as ilusões como troféus!

 

 

Não te condóis.

A compaixão não é do teu querer…

Farias de moeda mil milhões de sóis

Quanto mais ao fruto de fazer morres!

 

Mas creio e grito à noite de milénios em fogueira aberta

Chegaste

Asa de estrela e vento em revoada alerta.

E o sol ressuscitou aureolado em haste.

 

 

Ouviste,

Os pássaros cantarem na manhã

Da vida.

 

O peregrino, além

É terra prometida

E nunca triste .

 

 

 

 

publicado por DSousa às 00:58
linque da entrada | comentar | favorito
Sábado, 13 de Junho de 2009

Mensagem

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 




 

Ao Rev. P.e Superior do Seminário

Do P.e Damião

 

 

 

Fugi do mundo, escondi-me

Num burel de branca espuma

E não quis paga nenhuma

Mais que o amor que redime

 

 

Abri em cruz os meus braços,

Abarquei nas minhas mãos

O próprio Deus e irmãos

No mais puro dos abraços

 

 

Olho em meu redor, que distância!

Mar imenso! Perdoai.

Porto-fim é Molotai

Leprosaria é fragrância!

 

 

Subo o meu calvário exausto

A cruz é grande e ingente

Mas não há são ou doente

Que não dê ao Holocausto!....

 

Tombe agora o cedro forte…

Já dei sombra e já fui brasa.

Quero o céu, já volto a casa

Igual a todos na morte.

 

 

Não desejo aura ou pregão,

Nada que seja faustoso.

Sou apenas um leproso

Como tantos, Damião

 

 

 

 

Tags:
publicado por DSousa às 00:56
linque da entrada | comentar | favorito
Quinta-feira, 11 de Junho de 2009

Trespasse

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 




 

Faço da noite a esperança

Que sabe que há-de chegar

O sol -rei madrugador.

Mesmo que tenham as horas

A lonjura azul do mar…

Esperar assim não cansa

…Se as marés são as demoras

Que a chegar leva o amor.

 

Tags:
publicado por DSousa às 00:54
linque da entrada | comentar | favorito
Terça-feira, 9 de Junho de 2009

Demora

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 




 

Faço da noite a esperança

Que sabe que há-de chegar

O sol - rei madrugador.

Mesmo que tenham as horas

A lonjura azul do mar…

Esperar assim não cansa

…Se as marés são as demoras

Que a chegar leva o amor.

Tags:
publicado por DSousa às 00:50
linque da entrada | comentar | favorito
Domingo, 7 de Junho de 2009

Tesoiro

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 




 

Numa arca renascença

Tenho guardado um tesoiro

Quanto nele se condensa

Vale mais que prata e oiro

 

Nem por milhões o daria

Que nada paga o que é…

Tesouro de tal valia

Vale tanto como a fé.

 

 

E a fé não se aliena

A não ser por maior bem…

Do amor, aura terrena

É o teu retrato mãe!

Tags:
publicado por DSousa às 00:48
linque da entrada | comentar | favorito
Sexta-feira, 5 de Junho de 2009

Comunhão

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 




 

 

Pus as mãos, olhei o céu
para te ver e tocar
Apanhei-te, igual ao meu

O coração no olhar

 

 

Com saudade indefinível

O que disseste, relembro

Tua palavra era doce

Como as uvas de Setembro

 

.. .. ……………………..

Se unificaram alfim
Divinizando-me. Agora
és tu que vives em mim

Tags:
publicado por DSousa às 00:08
linque da entrada | comentar | favorito
Quarta-feira, 3 de Junho de 2009

Sinal

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 




 

 

Não coube em mim, evolou-se

Esta alegria de ser
Como queria que fosse

 

E o tempo não se aquieta.

As horas são como as letras
Na pena viva do poeta.

 

O mar grita a melopeia
de ser eu como queria

E mais sobe a maré cheia

 

Na onda do verso pobre
Onde o peixe é o sinal

Que me define e encobre.

Tags:
publicado por DSousa às 00:06
linque da entrada | comentar | favorito

.

.

.Pesquisar neste blogue

 

.Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Últimas Entradas

. Seis horas antes

. SOBRE A BREVIDADE DA VID...

. Horas antes

. Da cor do gira-sol

. ...

. Logo

. Como a luz...

. Alamo Oliveira: Coelho de...

. O testemunho de Álamo Oli...

. Sacerdote

.Arquivos

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Junho 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

.Tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds