Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

Quadras (II)

DSousa, 28.05.09

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 



 

 

Por este amargo de boca
Flor de martírio apoquenta:
Pois não será coisa pouca
Mergulhar-se na tormenta

 

 

E talvez não ter bem cheia
A mão da vida feliz.
(Verbo e luz, antiga ceia
Se renovs do que não fiz)

 

Surte-se o páramo anseio,
E no entanto, o momento
de ser esvai-se. Receio
o que seja e me atormento

 

 

A chaga na mesa posta
Goteja o doce convite,

A boca amarga a resposta,

Martírio a que não hesite

 

 

Ser quanto seja, alma boa

Voto formulado. Então
Reabre a flor, e ecoa

Do meu ser em amplidão

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.