Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

Mensagem

DSousa, 13.06.09

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 




 

Ao Rev. P.e Superior do Seminário

Do P.e Damião

 

 

 

Fugi do mundo, escondi-me

Num burel de branca espuma

E não quis paga nenhuma

Mais que o amor que redime

 

 

Abri em cruz os meus braços,

Abarquei nas minhas mãos

O próprio Deus e irmãos

No mais puro dos abraços

 

 

Olho em meu redor, que distância!

Mar imenso! Perdoai.

Porto-fim é Molotai

Leprosaria é fragrância!

 

 

Subo o meu calvário exausto

A cruz é grande e ingente

Mas não há são ou doente

Que não dê ao Holocausto!....

 

Tombe agora o cedro forte…

Já dei sombra e já fui brasa.

Quero o céu, já volto a casa

Igual a todos na morte.

 

 

Não desejo aura ou pregão,

Nada que seja faustoso.

Sou apenas um leproso

Como tantos, Damião

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.