Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

À Rasoira

DSousa, 17.06.09

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 




 

Rasoira de pinho branco

Quantos alqueires mediste?

Agora não medes nada.

Que de velha, morres triste.

 

 

Esqueceram-te depois

De medires milho e trigo…

Tem paciência, rasoira,

Sucede o mesmo comigo.

 

 

Não vale a pena acabar

Esta vida assim tão triste.

Fizeste o bem que devias

Medindo o grão que mediste.

 

 

E com certeza mediste

O pão da esmola e da graça

Isso basta para a glória.

Tudo o mais é vão e…passa.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.