Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

Frustração

DSousa, 02.10.13

 

 

 

 

                      Frustração

 

À sombra da distância que ficava

Solícita de mim a tua boca

Surgiu escaldante a rubralava

Que me queimou a vida rara e louca

 

E nunca mais fui o que julgava

Feito promessa exacta. A sorte pouca

Amargurada aqui me prende e cava

Abismo cinerário que me apouca.

 

Verme querido em pó que se definha

E já não sei olhar bem para o alto

O que lhe resta agora por dizer enfim?

 

A cupa não foi tua...é toda minha.

Se mais me humilho, muito mais me exalto

Perdão. Eu me confesso. És para mim!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.