Sábado, 8 de Outubro de 2005

Coelho de Sousa: O Poema


O Moinho


 


Aos estudantes das Velas


 


 


Que não lhe digam nada...


Olhem-no só como um farol abandonado


Em terra de ninguém.


E deixem-no sonhar eternamente,


Além,


Naquele morro...


 


A mó do tempo triturou-lhe a vida


Como fosse grão.


Moeu-lhe em pó de estrelas


A ilusão


Das suas velas;


Rasgou-lhe, o abandono, o coração...


Agora é só ruinas a pedir socorro.


Pobre moinho, além, naquele morro!...


 


Alimentei palácios e tugúrios,


Pisei nas minhas mós o pranto e a dor,


Acalentei do mar os seus murmúrios,


E acendi no peito a vida e a dor.


 


Eu tinha a quem subisse a minha encosta


A graça do convite num sorriso.


Eu fui o Pão divino, em mesa posta


A quem demanda alegre o Paraíso!...


 


E hoje?... Eu nada valho, eu nada sou.


A sombra do passado que se foi;


Montão de pedras que se abandonou


Moinho já sem velas,


que não mói.


 


 


Oh! Velas


Veste de novo a tua graça antiga


Feita só da luz das caravelas...


Que não te falta o mar ao teu respeito,


 Tens soma de luar em doce preito,


E muito além no céu, para vestido, estrelas.


 


 Serás eternamente Velas,


Gentil, cheia de graça,


Se fores acender, além, naquele morro


As velas do moinho que a pedir socorro


A vida passa.


 


E não terás, então, ao sol e ao vento


Da tua gentileza e graça pura


Mais rico monumento


Para mostrar a quem te veja e queira.


Velas, querida Velas,


 Acende esta fogueira.


 


Velas, 3 -VllI-95 5


Pe. Coelho de Sousa

publicado por DSousa às 09:34
linque da entrada | comentar | favorito

.

.

.Pesquisar neste blogue

 

.Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Últimas Entradas

. Seis horas antes

. SOBRE A BREVIDADE DA VID...

. Horas antes

. Da cor do gira-sol

. ...

. Logo

. Como a luz...

. Alamo Oliveira: Coelho de...

. O testemunho de Álamo Oli...

. Sacerdote

.Arquivos

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Junho 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

.Tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds