Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

"Migalhas": A vida nova

DSousa, 21.08.05

 

A vida nova não quer dizer ter poucos anos.


Abraão era tão velho e Deus deu-lhe vida nova.


A vida de Fé nunca deixa envelhecer.


Renova-se sempre.


O escriba sabe tirar da sua escrita coisas novas e coisas velhas.


Do livro de Deus, a Escritura, por mais antiga que seja no tempo, é sempre nova no Espírito que a vivifica.


E a nós também dá vida nova.


A vida de verdadeiros filhos e irmãos na família divina de Deus.


Na Carta aos Colossenses, SãoPaulo, IV, 9,10 lembra-nos que devemos lutar contra os vícios capitais, «porque nos despimos do homem velho com as suas paixões desordenadas e nos revestimos do homem novo, que se refaz para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou.


Despojemo-nos do homem velho pecador.


Vamos vestir-nos, todos, do homem novo com justiça, verdade e amor.