Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

"Migalhas": Muito Barulho Para Nada

DSousa, 29.07.05


Toda a gente se queixa que há barulho a mais.


A tal poluição sonora.


E nessa explosão de ruídos, há palavras em demasia.


 Algumas inconvenientes.


Muitas injustas. Infelizes.


Há, portanto, que fazer a destrinça das palavras.


Controlar a linguagem.


Pesar e medir o nosso discurso.


Vamos ser julgados pela palavra.


 Sobre as palavras que dissermos e ouvirmos, atendamos aquele aviso que S. João nos deixou no cap. 12 do seu Evangelho:


"Quanto àquele que ouvir a minha palavra e a não escutar, não serei eu a condená -lo pois não vim para condenar o mundo mas para salvar. A quele  que me respeita e não quer receber as minhas palavras, terá quem o julgue. A Palavra que eu pronunciei. Ela o julgará e condenará no último dia".


A palavra de Deus, falou, curou salvou.


Ouviste-a ?


Segues tal Palavra?


Será porque não somos de Deus que não ouvimos e aceitamos a Palavra de Deus?


Esta Palavra não te diz nada ?


Pois se ela até ressuscitou os mor tos..


Como não ressuscitamos ?


Por esta Palavra, os mortos, reviverão.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.