Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

"Migalhas": As exigências do verdadeiro banquete

DSousa, 19.06.05

alentejo.bmp

Migalhas são por natureza pequeninas.


Miolos de pão autêntico, partido e repartido.


Por isso esta doutrina de amor emotivo, vital, tem de aparecer nesta mesa diária, fragmentado.


A conta-gotas de sangue.


Grão a grão no celeiro divino.


Mas todo em tudo e todos.


Por isto não basta estar na sala do banquete.


Lado a lado. Até, na mesa.


Mais que aceitar o banquete é preciso  participar activamente nele, imolando e imolando-se.


Aqui um «Sacrificado» e outro que o não seja, por mais próximos que estejam, se não se der a comunhão, a perfeita união dos dois nunca se obterá.


É por isso que tantas celebrações eucarísticas dizem tão pouco.


Impressionam mal.


 Em vez de atraírem e unirem, afastam e desprendem.


Anulam-se.


Escandalizam.


Que enorme responsabilidade para a Igreja que somos todos.


 E que forçosamente tem de ser cada vez mais Eucarística, para ser mais una e única.


Unida, solidária e solidarizada.


Solidarizante.