Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

"Migalhas": Solidão

DSousa, 19.03.05

solid3.JPG

Dependemos todos uns dos outros. Absoluta independência não existe. Nem nas pessoas nem nas sociedades; Nem sequer politicamente se é independente.


 Nações absolutamente independentes, que se bastem a si mesmas, não existem. Nem sequer as que se dizem mais poderosas.


 Para confirmar o que fica dito não precisamos sair de casa. Nem sequer do nosso hemisfério.


Vai daí que o egoísmo seja um erro moral terrível. Insuportável. É estado contrário ao ser.


Ninguém é sozinho. Vive sozinho. Será sozinho.


Deus é único e uno na essência mas não se quis sozinho em Pessoas. São três pessoas distintas e um só Deus verdadeiro.


E quantos mistérios há ainda por descobrir no próprio universo criado?


Todo o isolamento egoísta é contrário ao ser.


Há grandes santos cenobitas mas nunca viveram bem sem pensar no outro. Alguém mesmo muito distante e diferente é sempre mais um. . .


 O verdadeiro amor não é solitário.

solid4.JPG

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.