Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

Coelho de Sousa: O Mar e a Dor (I)

DSousa, 05.10.06

A Vida é para ti


Hoje, o poema original do P.e Coelho de Sousa que está nos nossos microfones tem por título...

 


 



O Mar e a dor

 

Quando o Senhor fez o mundo
Era o mar bem mais pequeno.
Não era tanto profundo
E o seu bater mais sereno...


Qual buliçosa criança
Numa alegre roda-viva,
Maré cheia de esperança
Que não tem alma cativa.


Beijava as praias contente
Ou lenho que nele fosse.
Tinha um azul esplendente
E o seu sal era mais doce.