Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

Coelho de Sousa: As nossas mãos... e as d'Ele...(III)

DSousa, 17.04.07
As nossas mãos











Por favor não digas nada...
Minhalma escuta calada
Serei só eu a falar...



Mas...eu sem ti,
Se tu és eu!...

Pois bem, aqui,
Nem tu nem eu

Os dois
E depois
Ele e só Ele!








Um homem não tinha mãos,
E chorava tristemente...
Foi na guerra, foi na guerra
Que eu perdi as minhas mãos...

Isso de mãos era o menos...
O pior é que a bandeira,
A minha estrela,
O meu norte,
Por não ter mãos a prendê-la
ma levaram...

e rasgaram...


Deus, oh Deus,
Antes a morte...


Coelho de Sousa: As nossas mãos... e as d'Ele...(II)

DSousa, 15.04.07
As  nossas mãos


 



Ouve, minha alma...
Tu não dizes nada...
Pois nesta calma
calada
hás-de estar melhor...



É o milagre da mão
Que tenho p'ra te contar
na graça do nosso amor!








Este milagre das mãos...
O que elas são
as nossas mãos!



E depois,
Eu e tu, minh'alma, os dois
outras mãos que foram luz
hemos aqui de lembrar,
As mãos de Jesus!