Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

Coelho de Sousa : Lagar

DSousa, 05.07.09

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 




 

 

Maldita seja a hora em que alinhave

O verso que me fique preso aos dedos.

Como um fantasma horrível de ser grave!

Oh! Que desgraça

Apodrecer

Resignadamente!

Quebrem-se os nós à realidade informe

E viva quem tem rosas no olhar!

Desprenda-se a palavra como um bago de uva

E nasça em minha boca este lagar.

 

O vinho da verdade é sangue

Se a vida se não cansa e não desarma.