Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

Coelho de Sousa: O que direi (II)

DSousa, 05.11.08

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 

 

 

"O Filho amado chora e reza
Enquanto os convidados,
Tantos,
Tantos
Renegam do banquete o Pão e a  Mesa".

Meu Pai,
Por tudo e mais que tudo o serdes Pai

Faz que regressem hoje tantos filhos
ao Palácio

Onde morais com Deus
No altar do Sacrifício
Em Pentecostes pleno.

Vós sois o doce Cristo
Estendes vossos braços num cruz
Para o abraço terno do regresso à luz.

Eu vou também.
E nada vos direi mais do que isto:

Meu Pai!

 

 

S. Rafael 29-II-956

 

 


 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

Coelho de Sousa : O que direi (I)

DSousa, 03.11.08

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 

 

 

 

 

O que Direi

 

 

A Pio XII

 

 

 

Meu Pai que sois em Roma o doce Cristo
Pedem-me versos
ao vosso aniversário
Mas eu não ouso

sentir nem escrever mais do que isto:

 

Subiestes ao altar do sacrifício
Num Pentecostes pleno.
E o mundo foi pequeno
p'ra conter
tanta grandeza.

Mais que uma vez rasgado é já o céu
E Deus apareceu
Talvez para dizer:

 

 

 

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/