Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

ÁLAMO ESGUIO

Tributo à memória e à obra religiosa, artística e cultural do P.e Manuel Coelho de Sousa (1924-1995), figura cimeira da Igreja e cultura açoriana do século XX, como padre, jornalista, poeta, professor, orador, escritor,dramaturgo e animador cultural

Sinal

DSousa, 03.06.09

 

 


Atenção: Mais páginas de poesia no
padrecoelho.googlepages.com/

 


 

 


 




 

 

Não coube em mim, evolou-se

Esta alegria de ser
Como queria que fosse

 

E o tempo não se aquieta.

As horas são como as letras
Na pena viva do poeta.

 

O mar grita a melopeia
de ser eu como queria

E mais sobe a maré cheia

 

Na onda do verso pobre
Onde o peixe é o sinal

Que me define e encobre.